Morangos com Açúcar

2007-05-26

Morangos: As novas apostas da serie de Verão

Sol, praia e duas arrebatadoras nadadoras salvadoras, vão ser a nova atracção da série de Verão de ‘Morangos com Açúcar’, que estreia já em Junho na TVI.

A beleza e a simpatia das irmãs Camila e Carolina Calisto, interpretadas por Ana Ferreira e Paula Santos, de 24 anos, e ambas seleccionadas por casting, prometem refrescar os veraneantes da Praia do Paredão na série que é líder de audiência junto do público juvenil desde que se estreou, em Setembro de 2003. Ana Ferreira teve o primeiro contacto com a ficção quando participou em alguns episódios de ‘Saber Amar’. Mais tarde integrou o genérico da novela ‘Tempo de Viver’, na TVI e passou pelos ‘Pastéis de Nata’, na RTP 2. Quem também se estreia nos ‘Morangos’ é Paula Santos, que fez anúncios publicitários para o Millenium, Intermarché, Continente e Actívia.

Com uma fórmula simples, 16 novos actores, e novos episódios que misturam alto astral, temas da actualidade e muita aventura com escalada, rappel, canoagem, rafting e surf. A nova série de ‘Morangos com Açúcar’ está preparada para prender os telespectadores mais jovens em tempo de férias escolares. E enquanto o elenco se refresca, também o enredo da série se renova ficcionando temas reais, como os que envolveram actores da série. À semelhança do que aconteceu com Tiago Felizardo, o actor de 17 anos, que convalesce após ter sido golpeado com um copo num espaço de diversão nocturna de Lisboa, a quarta série de Verão de ‘Morangos com Açúcar’ vai incluir num dos seus episódios uma agressão numa discoteca. Na tentativa de fazer uma produção com acontecimentos verosímeis, a equipa de guionistas da Casa da Criação escreveu também um episódio com um acidente de viação, talvez remetendo para o fatídico desastre onde Francisco Adam, outro actor desta série, perdeu a vida.

Felisbela Lopes, investigadora na área dos Media, explica à Correio TV que abordar o consumo de álcool nas discotecas, gerador de comportamentos violentos, e o facto de estes espaços poderem ser frequentados por menores é uma das melhores formas de fazer passar uma mensagem didáctica. Também Carlos Lombari, o autor de ‘Pé na Jaca’, novela da Globo que a SIC exibe, argumenta que para conquistar o público, “os problemas que as personagens das novelas vivem precisam ter ressonância na vida dos telespectadores.” A este respeito, Fernando Sobral, crítico de televisão, explica que “todo o sistema de espectáculo conduz, necessariamente, a uma mistura entre a realidade e a ficção. É um fenómeno internacional, que teria de chegar a Portugal. Aconteceu só agora porque antes não tínhamos uma sociedade do espectáculo tão vertiginosa como a que temos agora.” Para o crítico, “um actor que, de um momento para o outro, se torna célebre muito jovem, mais facilmente está permeável a ter os seus próprios limites postos à prova de uma forma muito radical. Nessa situação, esse jovem pode não conseguir estabelecer uma fronteira entre a realidade e a ficção.” Neste caso, sublinha Fernando Sobral, “o jovem passa a viver numa zona de ninguém.”

A Correio TV ouviu outro crítico de televisão, Eduardo Cintra Torres, que defende: “Pode acontecer com todas as pessoas que se tornem conhecidas, uma desadequação com o mundo real, o que as faz, às vezes, perderem a noção das proporções. Com os actores muito jovens nota-se mais essa desadequação e verificam-se comportamentos um pouco eufóricos, com algum distanciamento das outras realidades. Mas o mundo deles também é real. É uma profissão. Sentem é mais algum poder, o poder da juventude associado ao da fama.” Já Edgar Galindo, psicólogo, lembra que “tudo o que se passa na vida de um jovem influencia a sua personalidade, as suas faculdades cognitivas e sensoriais. E os adolescentes têm a tentação de ultrapassar os limites dos seus próprios comportamentos e as regras de índole social.” Opinião diferente tem o psicólogo Américo Baptista. “Será mais benéfico os jovens terem fama e sucesso na vida do que viverem em ambientes de pobreza, com pouca estimulação”, explica. Em sua opinião, “a fama não é prejudicial, porque representa sucesso na vida e provoca estimulação, melhoria da auto-estima.” O especialista entende ainda que o facto de estes actores se tornarem pessoas bem sucedidas

“faz deles modelos para os outros jovens, os quais começam a imitar o seu corte de cabelo ou outros traços. A fama poderá ser prejudicial apenas se deixarem para trás os seus estudos.” E conclui: “Mais prejudicial será, com certeza, para aqueles que os vêem, não conseguirem ser famosos, pois isso poderá provocar-lhes uma grande insatisfação.”

NOVAS PERSONAGENS

PATRÍCIA OLIVEIRA: A AMBICIOSA

Colega de curso de Ricardo, seu namorado, Patrícia frequenta Engenharia Mecânica, o único curso onde conseguiu entrar...Trabalha no bar de Xavier por passatempo. Não olha a meios para atingir os fins.

RICARDO CARVALHO: O DESCONTRAÍDO

Filho de pais separados, Ricardo não se dedica aos estudos nem tem planos para o futuro. Viciado em adrenalina, pratica desportos radicais aumentando sempre o risco a que se expõe.

RENATA SARAIVA: FOTÓGRAFA

Quer ser fotógrafa profissional e usa este hobby para se aproximar de gente famosa, a sua grande obsessão. É uma jovem manipuladora, problemática, mas muito carente.

O ELENCO

Ao todo, são 16 novos actores que reforçam a série de Verão. Entre eles destacam-se mais umas gémeas, Catarina e Raquel Jacob, que vão interpretar as irmãs Guedes. Da série antiga transitam 30 actores.

ACTORES QUE CONTINUAM EM CENA: JOVENS, ESTUDANTES E AVENTUREIROS

ISAAC ALFAIATE: ANDRÉ

É filho de jornalistas e estuda Desporto na Barra.

MARIANA MARTINHO: SÍLVIA

Gémea de Rita, estuda Desporto no Colégio da Barra.

MARGARIDA MARTINHO: RITA

A gémea rebelde de Sílvia estuda na mesma turma.

FRANCISCO BORGES: J.P.

Estudante e baterista dos 4 Taste.

LUKE D’EÇA: ED

Vocalista e letrista dos 4 Taste, estuda Artes na Barra.

NUNO JANEIRO: SAM

Estuda Artes na Barra, é paraplégico, mas nadador.

NICOLAU MACEDO: O VIÚVO

Marco António del Carlo é o engenheiro florestal que vive para o trabalho e os filhos. Austero, apaixona-se pela vizinha.

O JOVEM ACTOR TIAGO FELIZARDO, DE 17 ANOS É O MANUEL NA SÉRIE DA TVI: AGREDIDO EM DISCOTECA

Na ida a uma discoteca de Lisboa, Tiago Felizardo, de 17 anos, o Manuel dos ‘Morangos’, foi violentamente agredido. O jovem actor foi festejar o aniversário do irmão mais velho, Bruno, com este, a irmã Sara e um amigo, António Neves, quando um homem jovem o empurrou e atacou violentamente com um copo no sobrolho, atacando ainda os outros três. Tiago foi hospitalizado e suturado com 70 pontos. O actor não vai integrar a nova série de Verão.

MORTE AO VOLANTE DO AUTOMÓVEL

Francisco Adam, uma das revelações da série, tinha 22 anos quando morreu ao volante do seu automóvel minutos depois de ter saído de uma discoteca. em Alcochete, a 16 de Abril de 2006. A autópsia revelou a presença de substâncias ilícitas no organismo.

ATROPELAMENTO EM ALMADA

Pedro Teixeira, actor que integrou o elenco de ‘Morangos com Açúcar’, pôs-se em fuga depois de ter atropelado um fotógrafo na noite de 5 de Maio de 2005. O acidente ocorreu numa zona de estabelecimentos nocturnos em Almada.

SUCESSO PARA DURAR

FÉRIAS DE VERÃO II (42,1% SHARE)

A segunda temporada de Verão foi a mais bem sucedida em termos de share. A audiência foi de 11%.

MORANGOS III (13,1% SHARE)

A série ‘Geração Rebelde’ foi vista por 1.238 milhão de espectadores. Foi também a mais criticada.
Autoras: Eugénia Ribeiro e Filomena Galacho
Fonte: CM

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

adoro a diana chaves

2:40 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial