Morangos com Açúcar

2007-01-27

Estrela da Tvi já recuperou da infecção respiratória

O susto foi grande, porém, ao que tudo indica, já passou. Na segunda-feira, dia 15, Rita Pereira, a Estrelinha da novela “Doce Fugitiva”, sentiu-se mal e foi a uma consulta no Hospital da CUF da Infante Santo, em Lisboa. Estava com um vírus que lhe provocava uma “infecção alta nas vias respiratórias”. Começou a tomar os antibióticos receitados pelo médico. No entanto, dois dias depois continuava com problemas respiratórios.

A infecção, provavelmente aliada ao cansaço da actriz, que grava de manhã à noite desde que “Doce Fugitiva” começou, afectando-lhe o sistema imunológico e debilitando o organismo, não a deixavam recuperar. Voltou ao hospital e acabou por ter de ficar internada por precaução. “Os médicos deram-lhe medicação adequada ao problema. Preferiram mantê-la sob vigilância alguns dias para ver como reagia ao tratamento”, revelou o comandante António Monteiro Coelho, responsável pelas relações exteriores da TVI.

Na sexta-feira, 19, Rita já se sentia melhor. “Está debilitada, mas bem-disposta e faladora. Até mandou beijinhos para todos os jornalistas que ligassem a perguntar pelo seu estado de saúde”, contou Rita Dias, relações públicas da NBP, produtora para a qual a actriz trabalha. “Vai descansar e, se tudo correr como previsto, estará de volta ao trabalho em breve”, disse ainda.

Rita acabou por sair no sábado de manhã. Evitou as objectivas dos fotógrafos, que se concentraram numa das portas do hospital, mas à noite entrou em directo no “Jornal Nacional” da TVI para descansar os seus fãs. “Já me sinto bastante melhor. Não estou ainda a 100%. Espero, no início da semana, estar”, garantiu”. Segundo o director clínico do Hospital da CUF, professor doutor João Paço, terá de fazer medicação pelo menos oito a dez dias. Mas como está a recuperar bem pode voltar ao trabalho.

Mimada por todos
Image Hosted by ImageShack.usDurante o internamento, não lhe faltaram visitas. Para além dos pais e irmã, a Estrelinha da TVI contou com os mimos da sua booker da L’Agence, Vanessa Carmo, e de elementos da produção. O patrão, José Eduardo Moniz, que se encontrava nos Estados Unidos, também se fez representar por um ramo de flores e um simpático cartão. Até o namorado, Angélico Vieira, que estava numas curtas férias na estância de esqui Boí Taül, nos Pirenéus catalães, chegou a tempo de a consolar. Regressou mais cedo, na quarta-feira, dia em que Rita deu entrada na CUF.

Na sexta, foi fotografado depois de mais uma visita à amada, porém preferiu não tecer qualquer comentário. “Tive sempre o apoio das pessoas que me foram visitar e de muitos fãs que mandaram cartas e beijinhos, muitos deles pelas enfermeiras. Gerou-se um ambiente engraçado no hospital”, revelou a actriz. Enquanto isso, os planos de gravações de “Doce Fugitiva” tiveram de ser alterados. “A Rita entra em 90% das cenas. Foi preciso mudar-se os planos, mas o ritmo não abrandou”, garantiu a relações públicas da NBP.

O mesmo assegurou Monteiro Coelho, responsável pelas relações de exteriores da TVI. “Não se pode parar. Mal seria se não houvesse um plano alternativo. O mais importante é que ela fique boa”, sublinhou. Com a protagonista em recuperação, a equipa de “Doce Fugitiva” pode agora respirar de alívio. Rita regressou aos estúdios no dia 23, pelas 8.30 h. “Vai ser uma semana normal. Não vai gravar mais por ter estado ausente”, rematou Rita Dias.

2007-01-26, TvMais

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

ola

esta foto e muito picante

um beijão da tua cara amiga tatiana

12:54 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial